Um rasgão na capa de um romance delicado…

moderato.jpg
Foi o primeiro romance que li de Marguerite Duras. Há muito que não sabia do paradeiro do livro. Descobri-o hoje, ocasionalmente, escondido entre outros livros de maior porte. Folheei-o lentamente, como um romance tão delicado merece ser folheado. Naquele tempo, escreve Marguerite algures, as pessoas tinham tempo. E mesmo nas cidades pequenas acontecia sempre qualquer coisa. Agora, não. Agora o tempo parece voar, entre nada e coisa nenhuma. Como se a vida tivesse entretanto adquirido dimensões que anteriormente desconhecia. Ilusões de óptica…

One Response to “Um rasgão na capa de um romance delicado…”

Read below or Comentar...

Comentar