Quem quer que conheça um pouco da história da construção europeia… sabe que é assim…

cimei09aaa2222.jpg
Público, 28.02.2009
Em Espinho, Sócrates é a estrela. Em Bruxelas, não passaria de um figurante. Entende-se, por isso, pelo lado do umbigo, que ele troque a Cimeira Europeia pelo Congresso socialista. O que eu não entendo é que pessoas intelectualmente honestas desvalorizem o significado político da opção, apoiando-a com argumentos desonestos…
Para bom entendedor…

Comentar