Ora pro nobis…

glória a ti nas alturas
hoje, perdi os óculos
tenho os sapatos rotos
e a chuva está imparável
vós, que sois muito alto
(fostes algum dia poeta?)
vedes alguma melhoria para amanhã?
é que sinto um desamparo
é difícil de explicar
sem me rir
e depois, é difícil não chorar
e sem óculos é tudo mais difícil
nem sei bem quando os perdi
não respondes, bem sei que
se amanhã fizesse sol
ainda assim teria frio
por hoje, fico aqui sentado
muito devagar
espero não ter feito confusão
ouves-me? ainda é hoje?
não me deixes
Ana Saraiva

Comentar