O “panzer” (perdão, o “ponto”) de Sócrates…

ran1305.jpg

A fugir de Ratzinger, que me perseguia em todos os canais, fui parar à RTPN e a um programa de debate chamado Directo ao Assunto. Fiquei a ver e a ouvir… Emídio Rangel. O homem continua a espumar socratismo e a evacuar, pela boca, coisas extraordinárias. Ele acha, por exemplo, que a tolerância de ponto concedida pelo Governo é normal. E que, hoje, só encerrarão os serviços públicos que quiserem. E que a visita do Papa não está a ser aproveitada politicamente para distrair a atenção dos portugueses das medidas draconianas que o Governo, entretanto, decidiu impor aos indígenas. Aí tendes a resposta à pergunta que coloquei esta manhã: este Emídio Rangel é o ponto… de Rafael Bordalo Pinheiro…

Comentar