Morangos com açúcar…

Curtir, andar, namorar?
Hoje, os meus alunos explicaram-me as diferenças entre curtir, andar e namorar. Não sei se percebi…
Curtir é? por um dia (ou umas horas). Pode envolver a máxima intimidade. Ou não. Digo: pode envolver sexo ou só beijinhos. Só?… No dia seguinte, não há lastro. O envolvimento erótico é? circunstancial. Ninguém está à espera de? prolongamento ou compromisso. Curtir é? curtir. Ponto final em vez de reticências.
As férias, dizem, são óptimas para curtir. Entenda-se: são uma? curtição.
Andar? é um estado intermédio entre curtir e namorar. Normalmente, dura alguns dias ou breves semanas. Já não é para curtir: é para testar a possibilidade do? compromisso.
Se pega, resulta em namoro. Se não pega, regressa-se à base e tenta-se com outro ou com outra. E, entretanto, continua-se a curtir. Ponto final.
Namorar? é assunto sério. Implica compromisso. De exclusividade e de fidelidade. E? respeito. Curtição? controlada. Pode durar semanas ou meses. Em situações excepcionais, pode até durar um ano ou dois.
Poderá um cota entender estas? subtilezas?
Esqueci-me de lhes dizer que é assim desde o princípio da criação?

3 Responses to “Morangos com açúcar…”

Read below or Comentar...

  1. cândida says:

    é tã bom curtirrrrrrrrrr!

  2. Anónimo says:

    eu acho que o professor percebeu a ideia….mas por vezes é muito melhor andar ou curtir do que namorar assim o desgosto é muito menor….um abraço

  3. cândida says:

    eu passo o tempo a curtir o coiro :)

Comentar