Inocente ou culpado? Desconfio que, nestas circunstâncias, jamais se saberá. E ficará para sempre a suspeita de que a “justiça”, mais uma vez, fechou os olhos, protegendo o alegado “abusador”, por ser quem é…

con3003b.jpg
con3003a.jpg
DN, 30.03.2010
con3003e.jpg
con3003f.jpg
con3003d.jpg
con3003c.jpg
con3003g.jpg
Correio da Manhã, 30.03.2010
A justiça, em Portugal, não enterra os mortos, nem cuida dos vivos. E todos se afundam no pântano que a inércia cria à sua volta…

Comentar