Improviso sobre uma canção perfeita…


Tantos destinos
que nunca couberam no índice
dos mapas das nossas vidas
páginas soltas
partituras em branco
mãos trémulas e ausentes
estavas lá
e eu não sabia
era o tempo de não acreditar
em milagres
nem que as vozes chorassem
estavas lá
e nem tu própria sabias
cantavas apenas
para sorrir nas palavras
e ninguém te ouvia
senão
o universo todo.

Ademar
17.12.2009

Comentar