Improviso sobre uma ária de Galuppi…


Os ouvidos
cozinham as palavras
mas é o pensamento
que as serve
à mesa da saudade
uma taça ainda vazia de ti
de todo o champanhe que bebeste
o brinde que tarda
no palco que a voz encena
e o destino da sobremesa
nas mãos líricas que cantam.

Ademar
30.04.2009

Comentar