Improviso para traduzir, em linguagem que todos entendam, Tantum Ergo…

Dizes que falo sozinho
não é verdade
falo comigo
quando tu não estás
dizes que canto no banho
gregorianamente
não é verdade
nunca cantei
dizes que penso mil e uma mulheres
quando me distraio da eternidade
não é verdade
penso uma de cada vez
dizes que vivo
no conforto de um pacto com o diabo
não é verdade
o diabo sou eu.

Ademar
31.01.2010

4 Responses to “Improviso para traduzir, em linguagem que todos entendam, Tantum Ergo…”

Read below or Comentar...

  1. Lena Berardo says:

    Ainda há pouco ao falar com um poeta ele me dizia: o poeta é um fingidor…
    :)

  2. O diabo! says:

    Temos um problema para resolver!

  3. AS says:

    Fabuloso, o segundo comentário!

  4. Maria José Meireles says:

    O diabo é qualquer homem e deus é qualquer mulher e, por vezes, até se entendem.

Comentar