Improviso para relevar a inutilidade…

poe1212aaa.jpg


Nem livros nem filmes
nem rosas
oferece-me antes
sentimentos inúteis
e que eu possa dizer
ao recebê-los
que era o mais
que poderia ter desejado.

Ademar
12.12.2009

2 Responses to “Improviso para relevar a inutilidade…”

Read below or Comentar...

  1. Alexandre de Castro says:

    Um belo poema!

Comentar