Improviso para dizer obrigado…

Gestos que nunca se completam
palavras que ficam sempre por dizer
a porta que se abre
e um escudo que recolhe as mãos
ou seria um elmo?
há livros que nunca chegam tarde
poemas que viajam clandestinamente
colos que não cansam
por agora (dizes) fica tudo oferecido
agradecerei depois.

Ademar
09.12.2007

Comentar