Improviso para antecipar Novembro…

Um dia depois
um ano depois
sim
vivemos todos à beira do precipício
de nós mesmos
saltar
só mesmo para fora
de uma porta
de uma janela
desse tempo breve de sair e voltar
uma vertigem apenas
um quase desmaio
um esquecimento entre memórias sempre voláteis
e o regresso inexorável
ao princípio de tudo
e às grades interiores
palavras calibradas pelo medo
de existir de outra maneira
um dia depois
um ano depois
sim
que dirás?

Ademar
29.10.2007

Comentar