Improviso em forma de noite…

Hoje
antes de sair de casa
abri a janela do quarto
ou da alma
para que o ar respirasse
quando voltei
a lua tinha procurado abrigo
na minha cama
é muito mais fácil
viver com as palavras
do que na própria vida
sem elas
abracei-me à lua em silêncio
e deixei a janela aberta
para que ela pudesse sair
discretamente do meu quarto
ou da minha alma
quando eu finalmente adormecesse.

Ademar
29.03.2008

Comentar