Há muito que deixou de sonhar e nós, com ele…

torres.jpg
Tal e Qual, 31.08.2007
Já foi uma espécie de herói nacional. O destino pregou-lhe, entretanto, uma partida e agora vegeta, abandonado por quase todos. Portugal, no seu melhor, é assim: heróis num dia, párias no dia seguinte. Um povo canalha (por mais que tente passar por cristão) só podia de facto alimentar e manter um Estado canalha. José Torres vale muito menos do que um campo de milho transgénico…

Comentar