Escolas…

A professora, primária, do meu filho Henrique (9 anos) “convocou” os pais para hoje, entre as 10:00 e as 12:00 horas. O director de turma do meu filho Francisco (14 anos) “convocou” os pais para hoje, às 15:00 horas. As escolas e os professores continuam a partir do sacrossanto princípio de que os pais não trabalham… ou, se trabalham, podem faltar livremente. Depois, as escolas e os professores queixam-se de que os pais não aparecem…

Comentar