Um pouco mais de “alarme social” não fará mal a Portugal (para maiores de inteligência)…





Playboy-Portugal, Maio.2010

Há muitos anos que não passava os olhos pela Playboy e pelos frescos da Capela Sistina. Compreendo agora melhor a sábia observação do nosso rei putativo: imagens como estas são, evidentemente, um convite à fornicação. Os Papas que o digam…



Gilles Néret, Miguel Ângelo

Cuidado, portugueses! Esta revista provoca alarme social e convida, obviamente, à fornicação…



Posou para a Playboy e nem o nome lhe publicaram. Não fora o “alarme social” e, salvo os voyeurs do costume, ninguém saberia de quem se tratava. Agora, vai pagar o atrevimento, porque nunca, em Mirandela, os rapazinhos, até agora, tinham visto, numa revista, uma mulher nua. E logo a professora de actividades extracurriculares. Razão tem, afinal, o pateta mais real de Portugal: tudo isto não é mais do que um convite à fornicação


DN, 15.05.2010