O poema que Sócrates se prepara para dizer em directo (e sem teleponto) a Miguel Sousa Tavares na próxima segunda-feira…

Sabe, Miguel, a todos esses ataques que me têm feito… apetece-me responder com um soneto da maior poeta portuguesa, que sei de cor e me digo, em privado, muitas vezes…
E Zezito diz o poema, para grande comoção filial do entrevistador…

sop2002a.jpg
Sophia de Mello Breyner Andresen, in Antologia da Poesia Portuguesa do Séc. XIII ao Séc. XXI
Sócrates tem dois dias para decorar o poema…

Un encontro fortuito de campanha, um pequeno-almoço inocente…

enc1402a.jpg
enc1402b.jpg
Repare-se na similitude e na congruência dos vestuários, dos gestos, até das expressões. Nada disto, obviamente, pode ter sido forjado. O Correio da Manhã insinuava, ontem, o contrário. Eu, nestas matérias, ponho as mãos no fogo por Sócrates: ele seria incapaz de participar numa encenação deste tipo e, muito menos, paga pelos contribuintes…
Mais do que uma “campanha negra”, já se trata, verdadeiramente, de uma conspiração…

Sem dúvida: os “boys” de Sócrates na administração da PT (os tais que terão “encornado” Granadeiro) deveriam ter consultado Proença antes de avançarem com a providência cautelar sobre o Sol…

pro1402b.jpg
pro1402a.jpg
i, 13.02.2010
Ex-guitarrista, ex-delegado do Ministério Público, ex-inspector da PJ, ex-advogado de António Champallimaud no famoso caso da herança Sommer, ex-militante do PS, ex-director do Jornal Novo, ex-“ministro da propaganda” de Ramalho Eanes, ex-presidente da RTP, ex-director da campanha presidencial (falhada) de Freitas do Amaral, ex-mandatário nacional da primeira candidatura (também falhada) de Cavaco Silva à Presidência da República, Proença de Carvalho sabe, como poucos, com quantos paus se faz, em Portugal, uma canoa. E como se faz e desfaz e refaz uma carreira. Sócrates, pelo menos, sabe escolher os advogados…

Cinco dons e um santinho que deixou de ser dom…

bra2912a.jpg
bra2912b.jpg
i, 29.12.2009

A partir, sobretudo, do século XVI, a história de Portugal é uma desgraça e os reis da dinastia de Bragança, sordidamente mancomunados com a igreja católica, fizeram deste país uma choldra. Basta olhar bem para esta família e ouvir ou ler o putativo herdeiro da coroa para perceber o que nos aconteceu…