Antologia poética (431)…

Telegramando…

Não me esperes do outro lado da sebe stop
Não me obrigues a saltar sobre o muro
que posso cair e partir a bússola stop
Vem ao meu encontro procura-me stop
Estarei onde tu quiseres stop
e trarei comigo um sinal de luz
nos olhos cansados mas ainda abertos stop
para que me distingas na noite stop
no cinzento baço da penumbra dos bosques
por entre os pirilampos stop

Ademar
publicado em “Descansando do Futuro – Reserva de Intimidade”, Edições Asa, 2003

One Response to “Antologia poética (431)…”

Read below or Comentar...

Comentar