Não fiqueis varados: eram só robalos!… (atenção, muita atenção: não ler “era só roubá-los”!)


Não há dúvida de que Armando Vara é um falador. E almoça e janta “fora”… que se farta. Se os advogados que o patrocinam não lhe colocam uma trela e um açaime (trata-se, obviamente, de uma metáfora), o grande influente ainda acabará por confessar tudo à porta do tribunal…

Deixai o barrageiro governar, porra!…

soc2711a.jpg

Cada macaco no seu galho: quem governa é ele, porra! E, aliás, governa que se farta, a lançar primeiras pedras. Mais do que um barrageiro, digo, um inaugurador precoce de barragens, Sócrates é um pedreiro mediático. Os trolhas, está-se mesmo a ver, somos nós, que passamos a vida a pagar estas coreografias de merda…

Improviso para adormecer carochinhas…

Quando eu nasci
não havia ainda televisão em Portugal
nem Sócrates
quando eu nasci
não havia ainda computadores em Portugal
nem Sócrates
quando eu nasci
não havia ainda em Portugal telemóveis
nem Sócrates
hoje
cinquenta e muitos anos depois
há televisão computadores e telemóveis em Portugal
e Sócrates
não há como a tecnologia para perceber
como evoluímos.

Ademar
27.11.2009