Notas (triviais) de leitura de um dicionário… (2)

dicio08xxx1.jpg
dicion08xxx5.jpg
dicion08xxx3.jpg
dicion08xxx4.jpg
dicion08xxx6.jpg
(…)
Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Portiguês
Quando, na abertura de A Cena do Ódio, grita: “Ergo-Me Pederasta apupado d’imbecis, Divinizo-Me Meretriz, ex-líbris do Pecado, e odeio tudo o que não Me é por Me rirem o Eu!” (…), estará Almada a proclamar “o Culto da Pederastia e do Pecado“? Este é um excelente exemplo da escrita demencial de Fátima Inácio Gomes, nesta entrada do Dicionário de Fernando Pessoa consagrada à… sexualidade. Um chorrilho de patetices, que Almada, se fosse vivo, vergastaria sem dó, nem piedade. Vou ter que rever, um a um, todos os poemas que já escrevi, antes que uma Fátima qualquer neles descortine vestígios de pederastia. Ou de “horror ao sexo“…
cenadoodio08aa.jpg
(…)
José de Almada Negreiros, Poemas

Obviamente, demitam-se!… (17)

tres08aa.jpg
Em três anos, conseguiram instalar o caos nas escolas públicas. Já não discuto as intenções, nem as causas; limito-me a registar as consequências: professores furibundos e insubordinados, que nenhum sindicato ou conselho executivo consegue já controlar; alunos nervosos e insurrectos, à espera do menor pretexto para fazerem desacatos; pais perplexos e divididos.
Eu sei que o governo não desejava isto. Mas a realidade é esta e está à vista de todos.
No caos, ninguém ensina e ninguém aprende e o processo educativo converte-se num pesadelo diário. As escolas públicas precisam urgentemente de paz. E precisam de um novo fôlego motivacional.
Maria de Lurdes Rodrigues, Valter Lemos e Jorge Pedreira deixaram de ser parte da solução, para passarem a ser, simplesmente, o problema. Se são pessoas de bem e ainda querem o melhor para as escolas e para o país, só lhes resta um caminho: pedirem a demissão e darem o lugar a outros. E quanto mais depressa, melhor.