Entre toda a luz e algumas sombras – memórias de uma viagem interior (68)…

beta.jpg
Há um jogo íntimo, permanente, entre o que se espera e o que se deseja. Um jogo que, por vezes, mais parece um confronto em que perdemos sempre ou raramente ganhamos. Desejamos muito mais do que esperamos e esperamos, frequentemente, não sabemos bem o quê. E na fronteira entre uma coisa e outra, a consciência é um ponto de interrogação, seguido de muitas reticências. Não se trata de um jogo entre o possível e o impossível. Não raro, o que esperamos é tão possível ou impossível como o que desejamos. A diferença não está nos outros, mas quase sempre em nós, nessa espécie de desequilíbrio interior que nos impele a querer mais ou menos do que estaria ao nosso alcance. Porque a expectativa e o desejo fazem parte de nós, nasceram do mesmo embrião. Tanto, que raramente somos capazes de os distinguir…

Palavras com efeito…

retr.jpg
Público, 31.12.2007
O Público diverte-se hoje, no 2º caderno, a inventariar, num português manhoso e obeso, as grandezas e as misérias de Portugal e dos portugueses. É um exercício cabotino, que produz sempre, como o néon dos lupanares, muito efeito. Fiquei a saber, por exemplo, “que somos pró-activos” (em vez de proactivos) e também “que somos dos trabalhadores que mais faltamos na Europa”. Nos tempos que vão correndo, o uso da língua portuguesa, por parte do Público, não se recomenda pelo escrúpulo da gramática…

“Um país geralmente corrompido”…

Em finais de 1871, Eça fazia com que o Ano Novo e Ano Velho se encontrassem algures em Portugal, “nessa misteriosa estrada por onde caminham os dias e os anos”. E imaginou, para as Farpas, o diálogo que eles teriam mantido sobre o país que acolhia um e despedia outro. O diálogo terminava assim…
eça.jpg

A aldrabice na primeira página…

novo.jpg
24horas, 29.12.2007
Nas interiores, uma fonte da PJ garante que se trata de uma “manobra de diversão” e que este inglês não é… suspeito. Na primeira página, o 24horas garante o contrário. A aldrabice, em Portugal, vende-se sempre melhor…