Cresce e desaparece!…

planeamf.jpg
Público, 29.05.2007
O estudo é da DECO e apenas confirma o que se sabe. Nos centros de saúde (como, de resto, nas escolas), os adolescentes e jovens raramente encontram a orientação e o apoio de que precisam.
Como lembra o Público: “A legislação sobre planeamento familiar para jovens é boa, muito boa mesmo, mas a prática deixa bastante a desejar, a crer no estudo ontem divulgado pela associação de defesa de consumidores Deco.”
A fazer leis, de facto, somos muito… inventivos. O problema é que o país, raramente, cabe nelas…

Diálogo à portuguesa numa padaria que escandalizaria João César das Neves e João Carlos Espada…

ELA: Cliente (mulher de meia idade, baixinha, nervosa); ELE: Empregado de balcão (jovem, simpático).
ELA- Estas broinhas são de centeio?
ELE- Sim, minha senhora!
ELA- A como é cada uma?
ELE- É ao peso, minha senhora!
ELA- Atão meta-me duas!

Eu estava atrás da senhora, aguardando divertidamente a minha vez de ser atendido.

Improviso em forma de binóculo…

Há labirinto a mais nas tuas mãos
portas e janelas entreabertas
esquinas mal iluminadas
saio à rua e convido-te a entrar no bar
de todas as ausências
onde ninguém nos reconhece
eu próprio te sirvo um cálice de lua
para que não tropeces na noite
há uma cidade ao longe
e tão perto de nós.

Ademar
28.05.2007

Marcelino, pão e vinho…

bispo2.jpg
DN, 28.05.2007
Estes bispos católicos, que se tratam e deixam tratar, modestamente, por Dom, são o mais perfeito convite ao escárnio e mal dizer. São tão trogloditas e tão idiotas que até mete dó. Deus abortou quando pariu esta espécie de bonzos da providência.

Tinha tudo para ser um disparate…

abominavel2.jpg
DN, 28.05.2007
Confesso o pecado: compro às segundas-feiras o DN para ler as crónicas (sempre hilariantes) de João César das Neves (o João Carlos Espada dos pequeninos). Hoje fiquei, por ele, a saber que Portugal não se recomenda à racionalidade científica dos economistas: “(…) faz tudo mal, como sempre, mas depois, sem saber como, safa-se.”
César é católico, apostólico, romano. Continua a investigar o milagre português e ainda não encontrou a resposta. Ele também tem tudo para ser um disparate… e sobrevive…