O eterno adolescente político…

otelo.jpg
No “Palavra de Honra”, da TSF, ouvi hoje durante quase uma hora Otelo Saraiva de Carvalho. Senti-me a viajar no tempo e a regressar ao verão quente de 1975. Otelo não mudou nada. Continua a ser o ingénuo generoso e espontâneo dos primórdios da revolução. É espantoso como o seu discurso político permanece inalterado, preso a todos os arquétipos que há mais de trinta anos o sustentavam. Mas não consigo deixar de simpatizar com ele. Não só por tudo aquilo que lhe devemos, mas também pela completa ausência de pose e cinismo com que continua a oferecer-se aos jornalistas. Otelo é, verdadeiramente, um tipo porreiro. Ninguém melhor do que ele poderia, de facto, simbolizar o 25 de Abril…

Tuteia-me, pá!

tumeu.jpg
Única, 28.04.2007
Como é que o primeiro-ministro deverá ser tratado pelos jornalistas? Eis a magna e quase metafísica questão analisada hoje na revista do Expresso.
Eu sugiro três alternativas que me parecem razoáveis:
Senhor Engenheiro!
Ó pá!
Sócrates!

A campanha prossegue…

trcont.jpg
Público, 28.04.2007

A campanha insidiosa do Público/Sonae contra o senhor engenheiro José Sócrates prossegue: desta feita, e uma vez mais, com a malévola cumplicidade do Tribunal de Contas.

Felizmente, o governo está de consciência tranquila e, como já esclareceu, não tem nada a esconder…

Improviso para evocar a surpresa…

Entreabro a porta e desfoco a objectiva
para entrar discretamente no quarto
com Sarah Vaughan
round midnight
não sei se ouves as mãos
teclando a liquidez em que viajas
não sei se o altar
tem mesmo a forma do piano
que idealizaste
há sussurros
gestos
e
movimentos que antecipas
antes de entrares pelo buraco negro
de todos os pudores
everything happens to me
don?t explain.

Ademar
27.04.2007

Discrições barométricas…

barom.jpg
DN, 27.04.2007
In illo tempore, o DN costumava fazer manchetes retumbantes com as flutuações do seu barómetro. Desta feita, não. A queda de Sócrates não vale quase mais do que uma nota de rodapé na primeira página. Não há dúvida de que o senhor engenheiro tem… boa imprensa…

Dividir para reinar…

mbota.jpg
DN, 27.04.2007
À escala da União Europeia, Portugal já não passa de uma… região. A penosa circunstância não impede, porém, uns tantos senhorinhos, com a província e a demagogia mais pacóvia a tiracolo, de desejarem multiplicar a região que Portugal é por… cinco, seis ou sete novas regiões. À cabeça do “movimento”, o indescritível e inqualificável Mendes Bota, autarca-cantor. Votei e votarei sempre NÃO à regionalização e fiz e farei sempre campanha pelo NÃO. É, para mim, um imperativo higiénico. Regiões? Dispenso, obrigado!…